Postado em: sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Pérolas Esparsas - 15 - LEI E GRAÇA

LEI E GRAÇA

07/08/2015

Há na mente do crente, de modo geral, um pensamento distorcido a respeito de Lei e Graça, que considera essas duas coisas como sendo absolutamente antagônicas e incompatíveis entre si. A Lei, assim, é considerada como algo que me impede de fazer as coisas que eu gosto de fazer, enquanto a Graça é aquela bênção que me torna livre pra fazer tudo que eu quero fazer.

Dessa forma, a Lei é considerada como algo que me reprime e me deprime, e isso é viver debaixo da Lei. Já a Graça me liberta desse jugo ingrato e me faz feliz, e isso é viver debaixo da Graça. Nada mais longe da verdade. Começa que ambas as coisas foram dadas pelo mesmo Deus, ambas foram originadas por um Pai de amor sem limites, que tem uma vontade estabelecida desde tempos imemoriais, a Lei do Amor, na qual anjos e habitantes de mundo sem pecado vivem, e que é a norma do Seu Reino.

A Lei de Deus, na forma como a conhecemos, foi-nos dada como resultado das nossas transgressões, e tem o papel precípuo de identificar essas transgressões, mas, não de corrigi-las, não é meio de salvação, não muda nossa conduta, nos mostra Cristo Jesus, conduzindo-nos a Ele. A Graça, tem o papel de resolver essa pendência moral, e tem um papel não apenas justificador, mas, necessariamente, transformador. Ela sim, gera a fé que nos justifica e sustenta-nos no processo de santificação, sem a qual ninguém verá a Deus. Ambas, a Lei e a Graça, se encontram na cruz do Calvário.

O Evangelho jamais liberou o crente da necessidade de obedecer à Leis de Deus como estilo de vida, como ato de ética cristã. Mas, com certeza ele ensina que o crente está livre do peso da Lei como sistema de salvação. O Filho nos libertou não para fazermos nossa própria vontade, porque livres para isso nós sempre fomos, mas, para fazermos a vontade de Deus, para nos submetermos a ela voluntariamente e com alegria. Essa nossa obediência não tem nenhum papel salvífico, até porque a obediência só acontece depois que o homem foi justificado e salvo da condenação do pecado.

Mário Jorge Lima./ /
São Paulo, 07/Agosto/2015.

Autor: Mário Jorge Lima
São Paulo, 07/Agosto/2015.
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso [a salvação pela graça] não vem de vós; é dom de Deus.” Ef. 2:8.

0 comentários:

Postar um comentário

Esse Blog não se prestará a polêmicas doutrinárias, é apenas devocional. Você não precisa concordar comigo e pode dar sua opinião livremente, se não for agressiva nem fugir aos princípios de convivência cristã, será publicada.